sábado, 5 de outubro de 2013

Ói eu aqui traveiz

Haaaaa, será que tem alguém aí, que deixou mwu link guardadinho pq sabia que eu voltaria?

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Papel de mãe

Taí... eu levo a vida assim... pelomenos tem sido assim... é como se fosse uma grande preparação para algo muito novo que vem pela frente.

Um ano se passou. Kaique já tem um ano.

Tem um apelido também: Peraltinho

Kaique é elétrico, simpático, ama dançar e é um cara bem mandão. Gosta de coisas inusitadas e tem uma gargalhada de espantar qualquer ar triste. É bagunceiro, muito bagunceiro... gosta de barulho e não gosta de dormir.

Se parece tanto comigo que dá até medo. Olhar... entendo cada olhar dele, porque são como os meus...

Liberdade filho, seja livre e feliz... Neste seu aniversário, como um ariano deve ser... seja livre e feliz... feliz diante de qualquer coisa, aqui na retaguarda estará sempre sua mãe, só pra amaciar os tombos.

Te amo sempre...

do resto, estou por aqui, com o mesmo ânimo do post anterior... Como uma Fênix, ajeitando tudo...

domingo, 11 de dezembro de 2011

Bye Bye

Foram aproximadamente 5 anos de tratamento, e começou com uma hemorragia no meio de uma noite de domingo. Uma noite assustadora, seguida de muitas outras não menos assustadoras.

E exames, tratamentos, sofrimentos, hormônios a flor da pele, alterações de comportamento e humor, calor, muito calor, muitas brigas, fim de relacionamento, início de nova vida, odiar a vida e abandonar todos os tratamentos, e como uma dádiva, receber uma trégua de dor... Mas era só uma trégua, e um dia voltou. Junto com as hemorragias, algo estranho e diferente estava acontecendo em meu corpo. Que será? Meu útero tão doente, que será?

Grávida? Eu?

Dra Elza (do A.C CAmargo), ouviu meu anúncio de gravidez com a boca aberta: Grávida? Como? deixa eu ver exames! Puxa! Que bom! Que maravilha! Você tá grávida. Este bebê eu quero conhecer. Precisamos de uma obstetra, eu não sei mais acompanhar gravidez.

A Busca da obstetra não foi longa, fui direcionada a Dra Cybelle Potenza de Oliveira Neri, bem, ela merece um post só dela, e eu farei!

Foi uma gravidez tão difícil! meu útero num conflito horrível, mioma crescendo, bebê também, outras doenças aparecendo além de diabetes e hipertensão, e além de hipertensão, foi a pior fase da minha vida. Desde mordidas de um cão que enlouqueceu na clínica e deixou a gente parado, sem trabalhar por mais de um mês, teve enchente, teve tanta coisa. Pré eclapsia, 10 dias de internação, bebê em sofrimento, cesárea, UTI neonatal, uma maratona sem fim, maratona de guerreira.

Depois do parto, continuei a adoecer, e a entristecer, até conseguir por fim marcar minha histerectomia. Durante o percurso, tive medo de morrer, tive medo de muitas coisas, mas na hora, eu só queria dormir e acordar qdo tudo tivesse acabado, e Dra. Gisele, a melhor anestesista do mundo, cuidou disso. Acordei muito tempo depois.

Depressão por faltar um pedaço? Nem um pouco. O que tem aqui dentro, é uma enorme vontade que passe eeste tempo de recuperação. Aqui dentro nasceu uma vontade de viver de novo. Parece que eu acordei, parece que eu voltei de algum lugar bem longe, sem medos, sem fantasmas, sem ter que me rebaixar pra qualquer ignorância alheia. Pronta. se eu tivesse mais acesso a internet, vcs seriam bombardeados por uma quantidade inesgotável de vida e textos, como isso não vai acontecer, pelomenos por enquanto, saibam que eu estou aqui, poderosa, muito poderosa, poderosa de mim e de minha vida, e aguardem, eu vou usar MUITO BRANCO.

domingo, 9 de outubro de 2011

Athan Malakim

Nas manhãs ensolaradas, sempre damos umas voltinhas (eu e Kaique). A praça é sempre uma parada certa. E lá estávamos em uma destas manhãs da semana, na nossa "pausa para o SUCO". Como o próprio nome diz, a pausa é para tomar o suquinho da manhã. E lá estávamos lá no SUQUINHO DA MANHÃ", quando vejo uma mulher com um bebe no colo, andando em nossa direção. Aí ela chega bem perto e diz:

-Que lindo! Ele é japonês?

1ª observação. O Kaique tem os meus olhos!
Eu disse:
-Não
E aí seguiu este diálogo
Ela: -Ele parece japonês
Eu: - (risinho amarelo)
Ela: - Quanto tempo ele tem?
Eu: -6 meses. E o seu?
Ela: -Como ele é grande. o meu tem 4 meses

2ª observação: o dela com 4 meses tem o tamanho do meu com 6 meses
Eu: -Nossa, o seu é que é grande. É do tamanho do meu
Ela: -Eu penso que ele é pequeno.
Eu:- Outro risinho.
Ela: -como ele chama?
Eu: - Kaique, e o seu?
Ela: Athan Malakim

3ª observação: Bom, eu não sei a descendencia do pai e muito menos do nome, mas a mãe é uma mistura de sudeste/nordeste do país mesmo.

Eu: Háaaa, athan Malakim, tentando guardar o  nome para não perder este post, e logo pensei no Walter, claro. Ele acharia hilário estar nesta conversa.

Por fim, ela:
-Ele só toma leite no peito?

Aí eu peço para vcs lembrarem do início. Era uma pausa para tomar o SUQUINHO DA MANHÃ, COM SUA DEVIDA MAMADEIRA TRANSPARENTE!!!!!!

Logo depois disso ela foi embora, com minha delicada resposta, que eu nem vou repetir.
E eu fiquei pensando: Athan Malakim...
e
Kaique riu.

4ª Observação: Eu não tenho o menor saco para estas conversas de mães com bebes.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

IRA... sem !

Tô por aqui. Faculdade indo... bem, por sinal...
Cirurgia a caminho... Muito lenta por sinal...Mas, indo...

Agora, tem o seguinte... isso´aqui é vômito mesmo, e é esta vontade que ando tendo boa parte do meu tempo. Tenho escrito muito, mas não publicando. Mas eu resolvi vomitar. Tó:

SEGUINTE, NA MINHA VIDA EU TÕ MAIS DO QUE ACOSTUMADA A COMEÇAR TUDO DE NOVO, A FAZER MALAS. AS VEZES EU PERMITO QUE FAÇAM COISAS HORRÍVEIS COMIGO, PORQUE AFINAL EU TAMBÉM FAÇO, MAS TEM UMA COISA, ALIÁS HOJE EM DIA HÁ DUAS COISAS QUE EU NÃO PERMITO QUE TOQUEM: MEU TEATRO E MEU FILHO.

SÓ AOS MEUS PAIS EU DOU O DIREITO DE FALAR DO MEU TEATRO, PORQUE AFINAL FORAM ELES QUE PASSARAM O PIOR E O MELHOR DESTA FASE, NÃO EXATAMENTE AO MEU LADO, MAS ENFIM, SÃO MEUS PAIS, E SÓ ELES PODEM... O RESTO... VAI ACHANDO QUE A RAPADURA É MOLE SÓ PQ É DOCE, QUE NO FIM TE ESPERA A RASTEIRA. PRONTO, TÕ PRONTA A PENSAR PRIMEIRO EM MIM DE NOVO... E NO MEU BABY

E TEATRO QUE TE QUERO SEMPRE... TÔ AQUI.

ALIÁS MEUS AMIGOS... ESTOU EM CARTAZ! :)

UM BEIJO E ESPERO QUE SÓ TENHA ESPIRRADO AONDE EU DESEJAVA. ENTENDERAM NÉ?

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Será que agora vai?

Ufa!!!! Internet é uma coisa bacana, eu gosto  de verdadona, mas confesso que o tempo está me traindo, ainda tenho muita dificuldade em dar conta de tudo. Felizmente minha casa tá limpa, a roupa lavada e passada, o Kaique cheiroso, a comida feita, o trabalho no lugar e minhas unhas feitas... eu realmente não queria ser aquele tipo de mãe que anda toda descabelada porque não dá conta de se olhar no espelho tamanho é o trabalho que um bebe de 4 meses fornece sem nenhum trabalho (neste momento inclusive, ele quer toda atenção).

Será que agora volto a postar? Estes dias uma leitora e atriz me pediu um texto aqui do blog para que ela pudesse transforma-lo em cena para o vídeo book... Há, isso dá uma alegria incrível, eu fico mega ultra feliz, e claro minha amiga, vc tem todos os textos que quiser. E vieram uma quantidade de elogios a alguns textos e eu confesso que alguns comentarios de algumas pessoas me deixaram com cara de bolacha pq eu não lembro de tudo que escrevo, simplesmente porque ISTO AQUI É UMA GRANDE BRINCADEIRA e muitos fatos relatados não aconteceram comigo, apenas são algumas sensações de causos que acontece em cada esquina, e que escuto com ternura... Aos meus colaboradores meu grande beijo, aos meus leitores... estou voltando com cuidadinho e amor... e vou já tentar postar algo hj.

Beijos e abraços com muito carinho

domingo, 8 de maio de 2011

Abril

Abril é um mês para brindar...

Brindo o nascimento do Kaique. Estamos em maio, e ser mãe é maravilhoso, eu amo. Os bichos tb amam o kaique. A Pit então, é a guardiã, praticamente uma baba. A Pit é uma bull enorme, forte, com cara de má, mas simplesmente doida pelo Kaique. A Sophie tem um respeito impar, e os gatos acham tudo muito engraçado. Kaique está lindo, e já se despede das roupas tamanho prematuro, e eu já sofro no crescimento. Um sofrimento bom, mas não porque ele perde as roupas. Tenho medo de ter deixado de curtir algum segundo, embora ache isso meio impossível. Curto cada instante, cada descoberta!

Dia 09 de abril brindo o meu primeiro ano com o Bruno. Claro, que nesta altura de minha vida e por toda a história que carrego, não fico jogando palavras de que tudo é para sempre, vai saber... Mas o que  eu posso dizer é que ele é maravilhoso, e até agora não houve um momento que eu pensasse o contrário. Um ano de cumplicidade, gargalhadas, de fogo e paixão. Temos nossos restaurantes preferidos, programas, comidas, drinks, doces... nossos momentos de fuga e trabalho e folga e esportes e amigos... enfim, é tudo tão bom... que brindo com um saquê bem gelado!

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Os dias...

Eu ainda preciso vir falar de todas as sensações. Confesso que não são poucas. Quem esteve no hospital para visitas, sabe do que estou falando. A correria tb não foi exagero de linguagem... Agora tudo tomando rumo, mas ainda tanto pra fazer... O importante é que MEU FILHO é lindo, está se recuperando e ficando cada vez mais lindo... Nossa, quanta coisa vem agora... Estou feliz, feliz pela Encena, feliz por minha vida, feliz, simplesmente feliz!

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Ultima fase da espera

Meu filho




Kaique – Do Tupi, homem completo, que sabe cuidar de si. Ave aquática.

Não poderia ser um nome com um significado diferente, pois preciso perpetuar a espécie. Vem filho, livre, para um mundo de “deosmelivre”, porém é divertido viver, senão todos já teriam se suicidado, esta é a realidade.

Kaique já é um menino de ouro, até as enfermeiras já falam que ele é bonzinho, que responde a todos os estímulos na hora dos exames. Se elas acham isso, imagine eu que passei por verdadeiras aventuras nesta gravidez. E olha que ele ainda está dentro da barriga.

Segunda-feira parecia um dia comum, levantei cedo, fui pra clínica, cuidei de todos, levei arranhadas novas. Fiquei com os cães. Corri atrás do Fred, mandei Sophie calar a boca, conversei com o Tião, tudo normal.

Pré Natal a tarde e de repente havia algo errado. As 18:00 eu estava. na pró matre, as0:00 decretada minha internação, 1:30 brutalmente medicada, 3:00 transferencia, 6:00 quarto. UTI¿ Graças a minha tranquilidade, a UTI foi substituída por um confortável quarto, aliás o que as enfermeiras dizem é que é um dos melhores do hospital. :D. Mais um perfeito momento. Hoje já fazem 4 dias que estou aqui, e por enquanto está tudo bem. Me sinto num SPA. E só para eu ficar feliz, já emagreci 2 kilos estes dias. Vou sair daqui, além de tudo... magra e linda. Rsrsrsrsrs



bjs



sábado, 26 de março de 2011

Hipopótamo


Mais precisamente hipopótama. Fêmea. Prenhe. Sou eu!
Faltam poucos dias ou como diz minha amiga Roberta: falta um ano ainda. Este último mês está triste. Um peso enorme. Voltei a querer ser um canguru. Mas está no fim. Faltam poucos dias.
Eu tô redonda. O bacana é que todos dizem: poxa, vc não engordou nada, está com uma barriga linda, redondinha. Está toda linda. E eu digo: engordei 23 kilos. Aonde? Na bunda rsrsrs e onde mais? No rosto, nos braços, nas pernas... enfim... toda, mas continuam dizendo que sou uma grávida linda. Genteeeeeeeeee não existe grávida linda, mesmo assim agradeço de todo coração e acredito na minha perda de peso rápida.
Esta semana estamos nos preparativos finais. Minha biópsia realizada (doeu), meus exames finais no caminho. A curva de 3 horas é minha diferença, mas está tudo certo. A bolsa do meu bebezinho pronta. A minha ainda não. Vou esperar marcar a cesárea. Nosso chalé de inverno pronto. Que metida, mas explico. Nossa casa precisa de uma reforma, então resolvemos passar o pós parto e inverno em um cantinho muito bem montado, e voltar pra casa grande só no verão com tudo pronto, mas ficou um cantinho tão aconchegante... cabemos só nós três, mas está perfeito, e com uma vista linda pela manhã ao abrir a janela do quarto. Os bichos ficaram em casa, achei melhor, eles ficam bem melhor lá. Sophie está feliz por ter voltado pra casa, está lá fora... latindo, claro. Eu também gosto de minha casa... gosto de tudo que está acontecendo. Tenho saudades dos palcos, mas agora já não dá mais... estou de licença maternidade... mas que saudade da minha Nega e dos meus outros tantos amigos!!! Amo tanto... Acabei de levar uma mega unhada do meu gato preto, que é doido mesmo... meu gato peludinho continua a coisa mais meiga do mundo... minha gata véia, continua implicando... e tudo segue seu curso.
Meu amor, o mais amado de todos os homens... comentamos ainda ontem que o melhor momento do dia é quando nos deitamos a noite. O cheiro dele continua sendo o melhor do mundo, o abraço que aquece todo corpo e que me faz esquecer de qualquer incomodo físico. E tudo é perfeito, quente e absoluto. E eu o amo tanto... Hoje ainda temos tanto a fazer... ainda trabalho 12 horas por dia,  mas agora só meio período juntos. Nossa vida é tão cheia de coisas e tudo segue para que seja cada dia melhor. Eu dou o suporte que ele precisa para ser um ótimo profissional, e ele melhora a cada dia. Tudo está mais organizado, mais sério e mais profissional. E a gente se entende, e os clientes estão felizes e estamos em pé! E eu feliz... e com saudades de todos vocês, de todos os blogs e de todas as boas conversas no MSN. Saudades do meu escritor preferido e de nossas conversas matinais que foram tão boas em uma época não muito distante... mas em breve quase tudo de volta. Prometo. Smacks!!!
Ocorreu um erro neste gadget

Já chegou a hora do programa terminar!

Obrigada por visitar meu blog. Espero que não tenha sido uma experiência traumática.